Conheça e explore sua criatividade

por Jairo Siqueira · 129 comentários

em Criatividade

Desde o momento em que ensaiamos nossos primeiros passos, tem início um sutil e inconsciente movimento de inibição de nossa criatividade natural. Primeiro em casa, depois na escola e no trabalho, somos instados a andar em terreno já conhecido, seguir a tradição e não “fazer marolas”.

Este processo tem seu lado positivo, pois a vida em sociedade requer a observação de certas regras e costumes. No entanto, traz um efeito secundário pernicioso: o lento, mas inexorável, bloqueio de nossa curiosidade, imaginação e engenhosidade.

O DECLÍNIO DA CRIATIVIDADE

Pesquisa criatividade

Em 1968, os pesquisadores  George Land e Beth Jarman realizaram uma reveladora pesquisa sobre criatividade com um grupo de 1.600 jovens nos EUA. O estudo se baseou nos testes usados pela NASA para seleção de cientistas e engenheiros inovadores. No primeiro teste as crianças tinham entre 3 e 5 anos e 98% apresentaram alta criatividade; o mesmo grupo foi testado aos 10 anos e este percentual caiu para 30%; aos 15 anos, somente 12% mantiveram um alto índice de criatividade. Teste similar foi aplicado a mais de 200.000 adultos e somente 2% se mostraram altamente criativos.

No livro Breakpoint and Beyond: Mastering the Future Today (1992), George Land e sua colega Beth Jarman concluíram que aprendemos a ser não-criativos. O declínio da criatividade não é devido à idade, mas aos bloqueios mentais criados ao longo de nossa vida. A família, a escola e as empresas têm tido sucesso em inibir o pensamento criativo. Esta é a má notícia. A boa notícia é que as pesquisas e a prática mostram que este processo pode ser revertido; podemos recuperar boa parte de nossas habilidades criativas. Melhor ainda, nós podemos impedir este processo de robotização.

O desenvolvimento da criatividade requer que abandonemos nossa zona de conforto e nos libertemos dos bloqueios que impedem o pleno uso de nossa capacidade mental. Nas palavras do poeta Guillaume Apollinaire, temos de perder o medo de voar:

Cheguem até a borda, ele disse.
Eles responderam: Temos medo.
Cheguem até a borda, ele repetiu.
Eles chegaram.
Ele os empurrou… e eles voaram.

Convido-o a seguir comigo neste vôo e explorar as respostas a algumas questões importantes: Qual o significado de criatividade? O que sabemos sobre a criatividade humana? E como podemos usar este conhecimento para desenvolver nossa criatividade?

Num primeiro momento, nós abordaremos o significado dos conceitos criatividade, inovação e inteligência. Em seguida, analisaremos os diversos tipos de bloqueios mentais e como superá-los. Num terceiro momento, exploraremos diversas técnicas de criatividade e como você pode usá-las para o seu desenvolvimento profissional e para a solução criativa de problemas.

Há um processo que gera criatividade – e você pode aprendê-lo.
Twyla Tharp, dançarina e coreógrafa.

Acredito que todos nós, cada um a seu modo, somos capazes de realizações criativas em alguma área de atividade. Para isso, é necessário contar com as condições certas e com o acesso aos conhecimentos e habilidades apropriadas.

Você pode se tornar mais criativo, explore todo o seu potencial.

Livros Criatividade

Artigos relacionados:

Criatividade e inteligência

Criatividade e intuição

Bloqueios à criatividade

10 atitudes das pessoas muito criativas

Criatividade: dádiva de Deus ou habilidade aprendida?

Para uma lista completa, consulte o Índice de artigos

Escreva seu comentário

{ 20 comentários… leia-os abaixo ou escreva o seu }

móveis corporativos abril 26, 2012 às 17:17

Muito interessante esse estudo. Confesso que me fez refletir sobre o assunto.

Responder

Jairo Siqueira abril 8, 2012 às 10:19

Priscila e Catielle, obrigado pelas excelentes contribuições e reflexões sobre o tema craitividade. Nos dias de hoje, devemos considerar também o surgimento de novas e poderosas barreiras a criatividade. Trata-se da avalanche de informações e a correria insana para nos mantermos atualizados com as mensagens de nossos “amigos” e “seguidores”.

Criatividade requer reflexão, que requer concentração e tempo. Para nos tornarmos mais criativos precisamos aprender a gerenciar a utilização de nosso tempo.

Responder

Priscila Senna Poblete abril 4, 2012 às 21:31

É muito interessante essa pesquisa mesmo porque nenhuma dessas pessoas nasceram com toda essa criatividade, elas foram treinando e capacitando cada uma de suas 7 inteligências, a linguística, a lógica, motora, espacial, musical, interpessoal e intrapessoal, todo humano tem uma dessas 7 inteligências desenvolvida de modo mais forte e que se sobrepõe sobre as outras.
Segundo Kant nós temos 2 tipos de ”saber”, o que provém dos nossos sentidos, e o que não depende dos sentidos, ou seja o conhecimento verdadeiro só é possível pelo conjunto entre matéria, proveniente dos sentidos, e forma, essas são as categorias do entendimento.

Responder

Catielle Marinho abril 4, 2012 às 21:31

Nos seres humanos não utilizamos todas as armas de que dispomos, isto é, todas as nossas apacidades e pontecialidade, dizendo em outras palavras: Nós não colocamos o cerebro humano para funcionar de forma integra. E porque isso ? para saber a resposta é necessário conhecer um pouco mais a natureza humana… Cada ser humano tem o que chamamos de personalidade.
A persona-lidade humana está conectada a maquina mais importante: o cerebro, nele temos dois hemisférios o esquerdo que diz-se dominante por
ser responsável pelo pensamento simbolico e a criatividade, com isso controla o lado direito e por vez o lado direito também detem um certo controle do lado esquerdo por possuir a nossa emoção e o sentido. Com isso para ser criativo não é suficiente apenas pensar, voce deve aprender a sentir e não pensar que sente. Aprender a sentir nos permite olhar o mundo de uma forma diferente.

Responder

dilma setembro 14, 2011 às 23:30

Obrigada, eu sou apaixonada nas aulas

Responder

Halley setembro 8, 2011 às 01:31

Olá, Jairo, é muito bom encontrar pessoas que pensam e pesquisam questões semelhantes.Acredito que a criatividade deve ser desvelada e acredito que a arte é um recurso que possibilita essa esfera. Sou professora de arte e há muito tempo venho trabalhando com esse desvelar e com adolescente.Proporciono algumas situações que os fazem pensar e acreditar em seu potencial criador.A arte, de qualquer forma que se apresente, possibilita ao menos o indivíduo perceber que a criatividade existe e que só depende dele para o desenvolvimento.É um trabalho árduo,porém, gratificante.Pesquiso muito artigos como o seu para apresentar aos alunos, são peças motivadoras para o novo indivíduo, a pessoa do século XXI que tanto são atingidos por inúmeras informações e que tanto são cobrados em ser os melhores.
+1

Responder

ANA maio 8, 2011 às 11:21

Bom dia

Por gentileza, gostaria de saber se vc tem algum livro para me indicar e q eu possa comprar em livrarias.

Obrigada

Responder

Jairo Siqueira maio 15, 2011 às 22:07

Prezada Ana, o tema criatividade é muito amplo eexistem livros com diferentes abordagens. Fica dificil fazer uma indicação. Pode me falar um pouco mais sobre seus ineteresses no tema criatividade?

Responder

Sergio Sidney abril 8, 2011 às 17:42

F A N T Á S T I CO!!!!

Você me ajudou muito, superou expectativas.

Parabéns!

PAZ E BEM

Responder

Jairo Siqueira março 22, 2011 às 21:07

Glorinha,
Vejo que, embora atuando em ambientes diferentes, você nas escolas e eu nas empresas, temos atuado com os mesmos objetivos e mesma filosofia. Temos muitos interesses comuns. Se passar pelo Rio, gostaria de conhecê-la. Abraços.

Responder

Glorinha Aguiar março 22, 2011 às 19:36

Sou monitora de Cursos práticos de “Criatividade na Sala de Aula”. Adorei os seus textos e os comentários. Falamos a mesmíssima linguagem. Há 30 anos viajo pelo Brasil dando cursos para a cúpula da Educação. Meu objetivo é derrubar a formação tradicional e opressora que o professor recebeu e transformá-lo no professor criativo.
O resultado é incrível e os professores e seus alunos ficam apaixonados pela aula, pelo conhecimento, pela escola e com todas as antenas ligadas para aprender sempre como eterno aprendizes.
Educação Criativa é um sucesso e uma urgência.

Responder

Carlos Ciprandi março 3, 2011 às 09:24

Bom Dia Professor:
Sou artista plástico e ecodesign, estou dando um curso sobre artesanato em Ametista do Sul, Rio Grande do Sul, o que me levou a procurar material sobre criação, criatividade. Encontrei seu espaço aqui na rede. Com sua permissão irei utilizar estes vossos ensinamentos e daquelas pessoas que colaboram com estes valiosos comentários. Parabéns ao senhor e a todas estas pessoas. Quando se cria algo estamos transformando o mundo e ai sim, a vida vale a pena.
Abraços a todos que Deus siga iluminando vossoa caminhos.

Responder

Eme Viegas janeiro 28, 2011 às 14:27

Estou passando por aqui pela primeira vez e gostei muito do blog.
Parabens pelo trabalho!

Abraço,

Eme Viegas
@hypeness_combr

Responder

cenise veiga janeiro 14, 2011 às 16:57

Olá, Jairo, é muito bom encontrar pessoas que pensam e pesquisam questões semelhantes.Acredito que a criatividade deve ser desvelada e acredito que a arte é um recurso que possibilita essa esfera. Sou professora de arte e há muito tempo venho trabalhando com esse desvelar e com adolescente.Proporciono algumas situações que os fazem pensar e acreditar em seu potencial criador.A arte, de qualquer forma que se apresente, possibilita ao menos o indivíduo perceber que a criatividade existe e que só depende dele para o desenvolvimento.É um trabalho árduo,porém, gratificante.Pesquiso muito artigos como o seu para apresentar aos alunos, são peças motivadoras para o novo indivíduo, a pessoa do século XXI que tanto são atingidos por inúmeras informações e que tanto são cobrados em ser os melhores.

Parabéns

Responder

Jairo Siqueira janeiro 14, 2011 às 20:18

Boa noite Cenise, é muto gratificante encontrar alguém como você que acredita no potencial criativo das pessoas e as ajuda a desenvolver este potencial. Um grande abraço.
Jairo

Responder

Deivison janeiro 5, 2011 às 12:05

Publicidade é criatividade, conhecimento, dedicação e mais 1% de inspiração e 99% de transpiração, não necessáriamente nessa ordem.

Responder

daniel serafim dezembro 19, 2010 às 18:53

Muito bom o texto, e pertinete também!

Veio em boa hora a leitura de seu texto.

Parabéns!

Responder

Rosana dezembro 11, 2010 às 10:27

Oi Jairo
Recebo o adjetivo “instigadora” como um elogio. Obrigada.

… É isso aí! Convidar o Criador para o mais intrínseco de nossa mente e nosso coração exponencia nosso dom criativo e explode a CRIATIVIDADE como um dínamo!

Outro dia vi uma pichação: “uns dançam para relembrar… outros para esquecer”
Não é meio fatalista esta frase? E cadê a categoria daqueles que dançam porque amam dançar; porque são felizes; dançam para comemorar?
O mundo em geral quer exercer sua força de gravidade inclusive em nossa mente…

Mas mente limpa e livre é mais forte para produzir coisas boas!
Saúde… alegria… jovialidade… : frutos deste criativo processo mental.

Sabe Jairo; encontrar o teu site foi um oásis para mim: ver seus artigos e o caminho de raciocínio que eles percorrem e encontrar tanta gente parecida comigo! Realmente é muiiito bom!
Obrigada
Abçs

Responder

Rosana dezembro 9, 2010 às 07:14

Amei seus artigos…. comecei a entender melhor “o que é criatividade”.
Criatividade é o pensamento em sua forma mais pura…mais limpa… sem contaminação … sem interferência. É o pensamento em sua essência… refinado como o ouro puro.
E é muito bom utilizar a mente desta maneira: é saudável… é positivo. E os resultados são gratificantes.
Criatividade… criação… Criador.
Criador é um dos nomes de Deus. Talvez a gente se sinta bem em utilizar a mente em sua forma mais simples e criativa pois assim se sente mais próximo de Deus ; do Criador.

Creio que este é o caminho para desenvolver uma mente brilhante.

Abçs… e obrigada.

Rosana

Responder

Jairo Siqueira dezembro 9, 2010 às 07:40

Rosana,
Obrigado pela sua participação. Sua visão da criatividade é muito instigadora, pois desperta reflexões sobre os caminhos que podemos tomar para explorar e expandir nossa mente e imaginação.
Abraços
Jairo

Responder

Artigo anterior:

Artigo seguinte: