Os segredos da criatividade revelados por cientistas e escritores

por Jairo Siqueira · 2 comentários

em Criatividade, Técnicas e Ferramentas

Os principais ingredientes na ciência são a imersão intensiva num problema; o desejo fanático de resolvê-lo (grandes problemas raramente são resolvidos por acidente); familiaridade com tentativas anteriores, levando a uma critica original sobre onde elas falharam; incansável desconsideração pelo que outros especialistas pensam; e coragem para superar suas dúvidas e hesitações, que são mais assustadoras do que o que qualquer outra pessoa possa falar, pois você sabe bem o quanto suas idéias são vulneráveis.

Lee Smolin, físico teórico, Institute for Theoretical Physics, Ontário.

Pense nos grandes problemas enquanto trabalha nos pequenos e vice-versa. Uma perspectiva mais ampla pode ser o melhor guia quando se trabalha num problema detalhado. De outro lado, detalhes podem revelar profundos insights a respeito de questões mais abrangentes. Ouça cuidadosamente e preste muita atenção. Você deve aprender mais do que as pessoas ou objetos que você está estudando revelam superficialmente.

Lisa Randall, professora de física, Harvard University.

A criatividade é fortalecida quando se tem uma mente preparada e concentrada no problema. Eu preciso também de um espaço silencioso e calmo, onde possa me livrar das distrações.

Alan Lightman, romancista e físico, Massachusetts Institute of Technology.

A criatividade requer que você deixe sua zona de conforto, que você se desafie continuamente e esteja preparado para confrontar a sabedoria convencional. Quando você se tornar um especialista, mude-se. Em especial, dedique-se a algo para o qual você não foi treinado.

Allan Snyder, diretor do Centre for the Mind, Australian National University.

Arranje um bom trabalho de tempo parcial, de preferência para fazer algo que você gosta. Por exemplo, se você gosta de ler, trabalhe numa livraria e faça uma porção de cursos noturnos.

Tracey Emin, artista, Londres

Conheça seu assunto: criatividade requer conhecimento, mas não exagere, pois a super especialização reduz sua visão. Imagine o impossível: muitas idéias inovadoras parecem loucas à primeira vista, mas você deve ter a habilidade de impor sua idéia, pois as idéias malucas se mantêm malucas se elas não conseguem sobreviver a uma avaliação crítica. Finalmente, seja persistente: grandes problemas raramente são solucionados na primeira tentativa, ou na segunda, ou na terceira. Mas lembre-se de fazer uma pausa: você pode estar na trilha errada, deixe incubar um pouco para obter um novo começo.

Dean Simonton, professor de psicologia, University of Califórnia.

Fonte: New Scientist, outubro de 2005.

Livros Criatividade

Artigos relacionados:

Anatomia das grandes invenções

Bloqueios à criatividade

Desvendando o segredo dos grandes inventores

Para inovar, questione as regras sagradas

10 atitudes das pessoas muito criativas

Para uma lista completa, consulte Índice de Artigos

Escreva seu comentário

{ 1 comentário… leia-o abaixo ou escreva o seu }

Sylvio R. outubro 14, 2008 às 08:57

Gostei do que disse Allan Snyder. Muito interessante.

Responder

{ 1 trackback }

Artigo anterior:

Artigo seguinte: