As habilidades e atitudes do pensador crítico

por Jairo Siqueira · 6 comentários

em Criatividade, Pensamento crítico

Prefiro ser essa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo

Quero dizer agora o oposto do que disse antes.

Raul Seixas, Metamorfose Ambulante.

Pensamento-critico_4A maior parte de nosso conhecimento vem do que ouvimos e lemos, muito pouco nasce de nossas experiências pessoais. Vivemos de idéias, convicções e crenças alheias que recebemos de nossos pais, educadores, instrutores, pastores, diretamente ou através do rádio, televisão, cinema, livros, jornais e telas de computadores. Poucas vezes as informações chegam a nós de forma pura, pois vêem carregadas de paixões, interesses, preconceitos e mesmo de desinformação e ignorância.

Temos de respeitar o direito de cada pessoa ter suas opiniões. Mas é muito difícil respeitar uma opinião quando ela é lamentavelmente desinformada, carregada de teorias conspiratórias sem sentido, fortemente influenciada por preconceitos e modismos e tristemente desprovida de razão.

As habilidades do pensador crítico

Os muito crédulos aceitam passivamente opiniões e idéias sem questionamentos. O pensador crítico é uma pessoa que tem a motivação para questionar e procura conhecer as diferenças entre a boa e a má opinião. Para ter sucesso nesta empreitada, além do domínio do processo de pensamento crítico, ele precisa desenvolver algumas habilidades essenciais:

  • Ouvir e ler atentamente.
  • Avaliar argumentos.
  • Procurar e encontrar suposições explícitas ou implícitas.
  • Determinar as conseqüências de uma afirmação.

As atitudes de uma mente aberta e saudavelmente cética

Ele precisa também cultivar algumas atitudes que o mantém alerta para as oportunidades de exercitar seu pensamento crítico, tanto sobre suas opiniões e idéias, como alheias:

  • Preocupação em se tornar e se manter bem informado.
  • Curiosidade em relação a uma grande variedade de assuntos.
  • Mente aberta com relação a pontos de vistas divergentes.
  • Flexibilidade na consideração de alternativas e opiniões.
  • Compreensão das opiniões de outras pessoas.
  • Imparcialidade e objetividade na avaliação de argumentos.
  • Honestidade ao encarar seus próprios preconceitos e inclinações.
  • Prudência ao fazer, alterar ou suspender julgamentos.
  • Disposição para reconsiderar e rever pontos de vista quando uma reflexão honesta recomenda mudança.
  • Confiança nas suas habilidades de raciocínio.

Pratique o que você aprendeu sobre pensamento crítico

Algumas sugestões para você exercitar suas habilidades e atitudes de pensador crítico e praticar as técnicas apresentadas nos três artigos anteriores:

  • Ler ou reler algum dos vários livros sobre O Segredo e As Leis da Atração.
  • Reler o livro de algum guru de auto-ajuda ou qualquer texto polêmico que tenha te impressionado recentemente.
  • Ver ou rever o filme Uma Verdade Inconveniente de Al Gore.
  • Ler artigos com opiniões divergentes sobre as causas e conseqüências do aquecimento global.

Em que suposições se baseiam os argumentos dessas obras? Que evidências são apresentadas para suportar as suposições? Qual a credibilidade dos diversos testemunhos apresentados? Quem são essas pessoas? Por que acreditar em seus testemunhos?

Termino esta série com uma frase do filósofo inglês Bertrand Russel:

Em todos os assuntos, é sempre saudável colocar um ponto de interrogação naquelas coisas que você há muito tempo tem considerado como certas.

Artigos da série Pensamento Crítico:

Pensamento crítico: o ceticismo saudável pode ser um valioso aliado de sua criatividade

Pensar é preciso

Você tem opinião própria ou acredita em tudo que lê ou ouve?

Livros Criatividade

Artigos relacionados:

Criatividade e intuição

Problemas insoluveis? Tente trilhas nunca antes percorridas

Criatividade requer a coragem de abandonar suas certezas

Preconceitos: como exterminar idéias no berço

Como os erros de percepção afetam sua criatividade

Para uma lista completa, consulte Índice de Artigos

Escreva seu comentário

{ 6 comentários… leia-os abaixo ou escreva o seu }

Elton Muhanzule agosto 9, 2017 às 08:03

Boa tarde Jairo, aprendi bastante com o mini guia do pensamento critico, agradeço desde já a disponibilização do conteudo.
Conforme tinha me referenciado em mensagens antigas, que gostaria de praticar ou seja desenvolver habilidades de pensador critico, e perante o mini guiao nao pude deixar de observar alguns pontos de vista, ou seja de reflexao que colocaste na questao de analogias forcadas na pag 17.
O que eu acho em relação a esta citacao do Sao Paulo, prefiri olhar para vários aspectos a considerar para nos levar a conclusão aproximada da realidade ou opinião a abraçar
Primeiro a afirmação carrega conceitos, mas antes mesmo de entrar para os conceitos, a que considerar que é uma carta escrita para um determinado povo, com certo tipo de problemas,no momento nao tenho o respaldo histórico da época em que foi escrita, isso podera nao fortalelecer a minha analise sobre o assunto, mas ja nos leva a indagar porque é que ela foi escrita.
Se olharmos para as diferencas de perespectiva de observador defacto vamos encontrar diferencas entre estes conceitos, igreja e familia e Cristo e um pai de familia. Mas se olhar do ponto de vista de quem escreveu, neste caso Paulo, e usando do que aprendi neste mini guia, nao se pode ignorar a fonte de inspiracao do escritor, quero dizer, suas crenças, dogmas, valores e acima de tudo a identificação nos mesmos valores com as pessoas que é dirigida a carta, pessoas da mesma crenca, etc.
Na colocação da opinião do Jairo acerca deste trecho bíblico, subentende se que pesou mais o lado laico, suponho pela sua larga experiência, tem contactos permanentes com as leis que regem o meio em que esta. De facto acharemos enumeras diferencas entre estes conceitos se olharmos sobre ponto de vista laico, definição social do que e família, pai, mas os outros dois conceitos elas nao so terminam no lado social para entende-los, sabendo que aqui ja se trata de matérias de crenca.
A titulo de exemplo conceito igreja ela pode referir a individuo, como também a um local de adoração como a um conjunto de membros que se reúnem no mesmo âmbito que e professar a sua fé.
Acredito que se fosse possível com mais tempo e pesquisa nos debruciariamos mais acerca deste assunto.
Obrigado pela atenção dispensada. Tenho muito a aprender.

Responder

Elton Muhanzule agosto 8, 2017 às 06:49

Gostei da abordagem ilimitada de um pensador critico, estou pretendendo desenvolver neste assunto, acerca de ser um pensador critico que traz abordagens novas e coerentes, acima de tudo uteis para o desenvolvimento individual e colectivo.
Estou exercitando na identificação de problemas, analisar as suas origens, e olhar para os recursos necessários para a sua resolução.
Encontro dificuldades, e uma delas e nao entenderem que o pensador critico nao olha o problema como so problema, mas uma oportunidade para ultrapassa lo, e se possível estanca-lo, mas muitas das vezes a maior barreira e ser conotado como oposicao e logo todo o esforco de trazer abordagens novas acaba nao tendo ambiente para efeito,

Responder

Jairo Siqueira agosto 8, 2017 às 08:45

Bom dia Elton, obrigado pelo seu comentário. O exercício dos pensamentos crítico e criativo podem, sem dúvida, encontrar obstáculos. Contudo vale a pena persistir. Estou enviando por email uma exemplar do Mini guia Pensamento Crítico, onde reuni os artigos que escrevi sobre este tema.

Responder

Elton Muhanzule agosto 8, 2017 às 10:26

Obrigado pela resposta, farei a questão de ler atentamente o mini guia.
E se me permitir posso interagir novamente em torno do assunto.

Saudacoes

Responder

Jairo Siqueira agosto 8, 2017 às 11:36

Elton, será um prazer.

Responder

soll agosto 5, 2009 às 00:59

ótimo site!

Responder

Artigo anterior:

Artigo seguinte: