A árvore dos problemas, uma lição de vida e criatividade

by Jairo Siqueira · 4 comments

in Criatividade, Fábulas e Metáforas

Cortesia FreeFoto.com

O que você faz com seus problemas no final do dia? Leva-os para casa e os convida para a mesa de jantar? Ao dormir, você permite que eles se deitem na sua cama e transformem seus sonhos em pesadelos?

A maneira como lidamos com nossos problemas diários tem um forte impacto sobre nossa saúde física e mental, sobre nosso desempenho profissional e, especialmente, sobre nossa vida familiar. Se deixarmos os problemas à solta, nossa mente tem a tendência de aumentá-los. Alimentados pelo nosso lado pessimista, problemas normais do dia a dia se transformam e assumem em nossa mente proporções que, na maioria das vezes, não correspondem à realidade dos fatos. As soluções parecem inalcançáveis e somos dominados pelo desânimo e pela falta de criatividade.

Estas reflexões me trazem à memória uma pequena história de autor desconhecido que nos fala de uma maneira criativa de lidar com os problemas da vida e do trabalho, vamos a ela.

A árvore dos problemas

Autor desconhecido

Eu contratei um carpinteiro para me ajudar a restaurar uma velha casa de fazenda. Ele teve um dia de trabalho muito pesado. Um pneu furado fez com que ele perdesse uma hora de trabalho, sua serra elétrica pifou e, no fim do dia, o motor de sua velha camionete se recusou a funcionar. Ele permaneceu totalmente em silêncio, enquanto eu lhe dava uma carona até sua casa.

Ao chegarmos, ele me convidou para conhecer sua família. Quando nos dirigíamos para a entrada da casa ele parou frente a uma pequena árvore e tocou as pontas de alguns galhos com ambas as mãos. Assim que a porta abriu, ele mudou seu semblante totalmente. Sorrindo ele abraçou com alegria seus dois filhos pequenos e beijou sua esposa.

Quando ele me acompanhava até o carro, eu não resisti e perguntei qual o significado do que ele tinha feito quando passamos pela árvore antes de entrar em casa. “Oh, esta é a minha árvore dos problemas”, ele respondeu. “Eu sei que não há como evitar alguns problemas no trabalho, mas de uma coisa estou certo, problemas não devem entrar em minha casa, onde estão minha esposa e filhos. Então, eu simplesmente penduro os problemas na árvore antes de entrar em casa. De manhã eu os pego de volta” Ele sorriu e disse: “Uma coisa engraçada, quando eu os pego de manhã, eles são menos numerosos e menos graves do que eram quando eu os pendurei na noite anterior”.

Artigos recomendados:

Faça sua escolha: voe com as águias ou ande com as galinhas

Montando cavalo morto

Compartilhar para crescer: o valor da reciprocidade

Criatividade: o acaso somente favorece aos espíritos preparados

Criatividade: Procure pela segunda resposta

Para uma lista completa, consulte Índice de Artigos

Leave a Comment

{ 4 comments… read them below or add one }

Vani abril 21, 2011 às 13:29

Os problemas devem ser analisados para serem solucionados. Estes são de graus diferentes, portanto, o estado emocional que nos encontramos no momento, podem ainda piorar o problema. Ser cauteloso e otimista é essencial.
Procuro anotar os meus problemas em um papel, e verificar as possibilidades para resolve-los de forma eficaz.
Como os problemas, fazem parte de nossas vidas, hoje já não os vejo como algo tão estarrecedor. É claro que, tudo dependerá da gravidade do mesmo, como citei acima do texto.
Mas nada que não possa tratá-los de forma habilidosa. Como o povo diz: “Solução não temos para a morte, para o resto damos um jeito.”

Responder

thiago augusto da silva janeiro 2, 2011 às 22:41

nossa abalou eu aqui…hoje sofri 2 acidentes de moto..hoje dia 2 de janeiro de 2011..aconteceu mta coisa em tao poucos dias..que quando li isso ai..me deu mais um pouco de esperança..Hoje estou refletindo sobre tudo que passei nesses anos..e a partir de hoje as coisas vao mudar..

ABRAÇOS A TODOS
FELIZ ANO NOVO
“e nunca deixe ninguem dizer que voce nao pode chegar la”

Responder

adileyde abril 30, 2010 às 09:43

gostei imenso do seu modo de lidar com os problemas; estás certo!
Adileyde…
obrigado!!!

Responder

Elaine fevereiro 27, 2010 às 12:21

Adorei a história, realmente nada como uma noite de sono para colocar as coisas em ordem.
Estes momentos de pausa nos faz revigorar a mente e conseguir rever as coisas de uma ótica diferente.
Vou procurar adotar esta técnica em minha vida.

Grande Abs,
Elaine Almeida

Responder

Previous post:

Next post: