Faça sua escolha: Voe com as águias ou ande com as galinhas

por Jairo Siqueira · 34 comentários

em Criatividade, Fábulas e Metáforas

Post image for Faça sua escolha: Voe com as águias ou ande com as galinhas

Era uma vez uma grande montanha onde as águias tinham seus ninhos. Um dia, um tremor de terra fez com que um dos ovos de águia rolasse montanha abaixo. Ele rolou até parar no terreiro de uma fazenda ao pé da montanha. As galinhas, como sempre muito responsáveis, decidiram cuidar do ovo e uma galinha mais velha ficou com a incumbência de chocá-lo e cuidar da educação da pequena ave.

Após algumas semanas, o ovo se abriu e uma bela águia nasceu. Infelizmente, a pequena águia foi criada como uma galinha e passou a acreditar que era mais uma ave do galinheiro da fazenda. A águia amava seu lar e sua família, mas, intimamente, seu espírito sonhava com algo mais.

Um dia, enquanto ciscava o chão à procura de insetos, a águia olhou para o céu e viu um grupo de poderosas águias voando muito alto. “OH”, a águia gritou, “como eu gostaria de voar como aquelas aves”. As galinhas riram e zombaram: “Você não pode voar como aquelas aves. Você é uma galinha, e galinhas não voam”.
Galinha
A águia continuou a mirar sua verdadeira família, sonhando que poderia estar lá em cima com aquelas belas aves. Mas toda vez que ela revelava seus sonhos, era lembrada que isto não era possível. Isto foi o que a águia aprendeu a acreditar. Com o passar do tempo, a águia parou de sonhar e continuou a viver sua vida de galinha. Finalmente, após muitos anos vivendo como galinha, a águia morreu (autor desconhecido).

Moral da história: você se torna naquilo que você acredita que é. Assim, se você sonha que é uma águia, siga seus sonhos e não os conselhos das galinhas. Ilustra uma das formas mais comuns de bloqueios à criatividade, os bloqueios culturais: barreiras que impomos a nós mesmos, geradas por pressões da sociedade, cultura ou grupo a que pertencemos.

Livros Criatividade

Artigos relacionados:

Bloqueios à criatividade

Preconceitos: como exterminar idéias no berço

Pensamento Lateral: como se libertar dos bloqueios mentais

Montando cavalo morto

Liberte-se da Síndrome da Jaula Pequena

 Para uma lista completa, consulte Índice de Artigos

Escreva seu comentário

{ 11 comentários… leia-os abaixo ou escreva o seu }

Erialdo Cordeiro junho 18, 2017 às 08:00

O povo de antigamente andava mais perto da verdade. Quem conhece a história de São Tomás de Aquino e o boi que Voava? Eu consigo imaginar um boi voando porque foi colocado como símbolo de alguma coisa mas não consigo imaginar uma águia, com o seu bico de ponta encurvada, comendo milho junto com as galinhas!

Responder

Jairo Siqueira junho 19, 2017 às 09:06

Erialdo, o que importa numa fábula é a mensagem. Sendo fábula, permite algumas liberdades e fantasias: boi não voa e camelos não passam pelo buraco da agulha. Galinhas criadas soltas não comem somente milho, comem insetos, minhocas e frutas. Grato pela sua participação.

Responder

Karyelly Moreira agosto 22, 2015 às 15:14

Muito Bom!
Vai me ajudar muito no trabalho de Filosofia…O importante foi que compreendi a história e posso usar minha criatividade para fazer meu trabalho.
Obrigada pela ajuda!

Responder

fatima dourado março 28, 2012 às 08:43

Este site é simplesmente maravilhoso, é um verdadeiro anjo da guarda, estava precisando ampliar minhas perquisas sobre criativiade e me deparei com este “céu”, obrigada, mesmo, quero visitar mais vezes e receber notificações atualizadas.
bjos.
Fátima.

Responder

Jairo Siqueira março 28, 2012 às 10:48

Fatima, obrigado pelo “anjo” e pela gentileza de seu comentário. Para ser informada de novos artigos, se ainda não fez, basta inscrever seu email no quadro azul claro situado no toipo da segunda coluna do site. Você srá sempre bem vinda. Abraços.

Jairo

Responder

lorinho março 27, 2012 às 13:02

Legal, muita gente devia ver essa mensagem, quem sabe acorda pa vida não fica pensando como uma galinha.

Responder

sonia marli charão março 17, 2012 às 12:12

Acho excelente esta fábula! É sempre bom lembrarmos que Deus nos deu o que temos de mais precioso A VIDA, e não devemos disperdiça-la, pois é efêmera. E OS SONHOS SÃO PARA SEREM VIVIDOS! Aquele que deixa de sonhar deixa de viver. Aos 63 ainda tenho muitos sonhos a realizar!

Responder

Jairo Siqueira março 17, 2012 às 13:05

Sonia, concordo plenamente. Aos 72 anos ainda tenho muitos sonhos e planos e estou firmemente empenhado em realizá-los.

Responder

salete fevereiro 12, 2012 às 18:23

gostei da comparação da aguia e a galinha, no momento estou como a galinha e preciso de ajuda nao suporto mais tanta critica do esposo e dos irmao pois sei que preciso de ajuda mais tenho vergonha, mais nao consigo enfrentar os problema de frente principalmente quando pressiona a mente e paro tudo que esta para fazer tenho 41 anos ja trabalhei e hoje estou em casa tento voltar mais tenho medo do que vou enfrentar. choro muito, quando passo enfrente as clinicas pois foi a maior parte da vida trabalhando nelas e hoje sou cardiaca e hipertensa e nao sei como procurar um trabalho.

Responder

Jairo Siqueira fevereiro 12, 2012 às 20:01

Salete, pedir ajuda não é motivo de vergonha. Há certos momentos na vida, quando os problemas parecem enormes e insolúveis, que é indispensável recorremos a uma pessoa amiga que nos ajude e oriente. Esta pessoa pode estar entre seus parentes ou amigos. Faça este favor a você mesma, procure ajuda. Abraços e votos de felicidade.

Responder

Wilker Dallas setembro 7, 2011 às 01:27

EXCELENTE! ESPETÁCULO! UMA AULA!

Responder

Artigo anterior:

Artigo seguinte: