Procrastinação: como se livrar do mau hábito de deixar para depois o que pode ser feito agora

por Jairo Siqueira · 31 comentários

em Criatividade, Produtividade

Como reconhecer e neutralizar os sentimentos negativos que nos levam a procrastinação, a tendência de deixar para depois as tarefas importantes, mas desagradáveis ou difíceis.

Procrastinação é o ato de esquivar-se de uma tarefa que necessita ser realizada. É o mau hábito de deixar para amanhã o que pode ser feito hoje. Isto pode nos levar a ter sentimentos de culpa, desajuste, depressão e baixa autoestima. A procrastinação pode ocasionar conseqüências dolorosas, como o insucesso profissional e a frustração nos assuntos e negócios particulares.

Procrastinação não é simplesmente uma forma de preguiça. Ela surge por razões variadas, incluindo:

  • fuga de experiências negativas
  • falta de capacitação
  • medo de comentários e avaliações de terceiros
  • hostilidade à tarefa ou à pessoa que a solicitou.
  • pessimismo
  • depressão
  • perfeccionismo
  • passividade
  • necessidade de aceitação
  • baixa tolerância às frustrações
  • sentimento de injustiça
  • sobrecarga

Sinais de alerta

A tendência de deixar para depois as tarefas mais difíceis e desagradáveis está sempre presente e o combate à procrastinação exige um alerta constante. Os verdadeiros procrastinadores apresentam cinco comportamentos reveladores:

  1. Sobreestimam o tempo necessário para realizar alguma coisa.
  2. Superestimam o tempo disponível para realizar alguma coisa.
  3. Superestimam o quanto estarão motivados para realizar alguma coisa mais tarde.
  4. Acreditam erradamente que não é recomendável trabalhar numa tarefa quando não estão muito bem dispostos a fazê-la.
  5. Acreditam erradamente que, para ter sucesso numa tarefa, eles têm que desejar fazê-la.

Como combater a procrastinação?

A procrastinação começa com alguma espécie de sentimento negativo que nos desvia das tarefas importantes. Se você puder reconhecer e reformular alguns destes sentimentos de ansiedade e dúvidas, você poderá elaborar um plano para combater a tendência à procrastinação e gerenciar melhor o seu tempo.

Problema Solução
Perfeccionismo e expectativas irreais:Pensar que você não fez o melhor que possivelmente poderia fazer. O trabalho nunca está suficientemente bom para ser entregue.
  1. Pare de procurar a perfeição a qualquer custo.
  2. Defina um prazo firme para terminar.
  3. Comece logo e faça o melhor que você conseguir neste prazo.
  4. Examine e corrija mais tarde.
Medo de falhar: Pensar que se não fizer o melhor, você é um fracassado. Ou pensar que, se falhar num teste, você, como pessoa, é um fracasso, ao invés de pensar que você é uma pessoa normal que falhou num teste.
  1. Reflita sobre a falha e use-a para aprender. Como posso fazer melhor na próxima vez?
  2. Aplique o que aprendeu na próxima tarefa ou teste.
Achar a tarefa enfadonha: Ficar paralisado pensando nos aborrecimento que terá na execução de uma tarefa tediosa e cansativa.
  1. Focalize suas prioridades e objetivos.
  2. Concentre-se nos resultados a serem obtidos.
  3. Prometa a si mesmo uma recompensa pela execução da tarefa, alguns momentos de relaxamento.
Medo e ansiedade: Sentir-se esmagado pela complexidade e tamanho da tarefa e com medo de falhar. Como resultado, você gasta muito de seu tempo angustiado com o que tem a fazer, ao invés de agir.
  1. Divida a grande tarefa em tarefas menores.
  2. Estabeleça metas específicas e realize uma de cada vez.
Dificuldade de concentração: Sentado à sua mesa, você se vê a sonhar, flutuando no espaço, navegando pela Internet sem propósito, etc., ao invés de se dedicar à sua tarefa.
  1. Esforce-se para fazer algo e dar a partida: organize seu local de trabalho; leia ou revise o que já foi feito.
  2. Comprometa-se a trabalhar na tarefa pelo menos 10 minutos.
  3. Comprometa-se com mais 10 minutos e assim por diante, até engrenar.
Fraco gerenciamento do tempo: Procrastinação significa que seu tempo não está sendo administrado com inteligência. Você pode estar inseguro quanto às suas prioridades, objetivos e metas. Como resultado, você se dedica a tarefas menos importantes, sem planejamento.
  1. Defina suas prioridades de acordo com a importância e urgências das tarefas.
  2. Prepare sua lista de coisas a fazer, de acordo com as prioridades definidas.
  3. Siga seu planejamento e não o que seria mais agradável fazer.
Problemas pessoais: dificuldades financeiras, conflitos no trabalho, problemas familiares ou amorosos, etc. Procure um conselheiro, um profissional ou um amigo que possa ouvi-lo e orientá-lo.

 

Estude e identifique as causas que o estão levando à procrastinação e combata os maus hábitos. Comece já, agora!

Livros Criatividade

Artigos relacionados:

Gerenciamento do tempo para pessoas criativas e inovadoras

Como usar melhor seu tempo e se tornar mais eficaz e produtivo

Tempo: trabalhe com mais inteligência e menos esforço

Gerencie seu tempo: primeiro o mais importante

Como escapar da roda viva da vida moderna e arranjar tempo para pensar

Para uma lista completa, consulte o Índice de artigos

Escreva seu comentário

{ 3 comentários… leia-os abaixo ou escreva o seu }

kelly Regina agosto 18, 2015 às 19:15

Boa noite. Sobre a procrastinacao, pode ser considerado um procrastinador aquele q “foge” de uma tarefa ou um encontro que pode ser perigoso ou causar risco de morte? O que fazer junto a isso, ja quea falta de realizar essa acao , vem os sentimentos de culpa, depressao, strees e ansiedade seguida de surtos!!!!Como lhe dar com isso.

Responder

Jairo Siqueira agosto 19, 2015 às 08:49

Kelly Regina, a procrastinação só ocorre quando você tem os meios para realizar a tarefa com segurança e, sem nenhuma razão ou obstáculo, posterga a tarefa. Em qualquer circunstância, a segurança e bem estar do trabalhador é um requisito primordial. O que você tem de fazer é conversar com seu supervisor sobre os riscos à segurança da tarefa e o que pode ser feito para eliminar estes riscos.

Responder

Andrea junho 16, 2015 às 14:09

Aproveitando o assunto, a quem interessar, um teste para identificar seu tipo de procrastinador: http://www.playbuzz.com/sidartal10/que-tipo-de-procrastinador-voc

É baseado no livro de uma psicóloga chamada Linda Sapadin (“It’s About Time!: The Six Styles of Procrastination and How to Overcome Them”, Penguin Books, 1997). Saber com qual você se identifica pode ajudar a driblar o problema.

Responder

Artigo anterior:

Artigo seguinte: